Quinta, 07 de setembro de 2017, 10h19

Tamanho do texto A- A+
Papa está na Colômbia:
convida jovens a não perder alegria e esperança

O Papa Francisco já se encontra em território colombiano. O avião com a comitiva papal aterrou por volta das 16h15 locais, depois de cerca de 12 horas de voo.

Segundo informações oficiais do Vaticano, a aeronave mudou de rota para evitar o furacão Irma, de categoria 5, que está sobre o Caribe. Em vez de sobrevoar o território americano de Porto Rico, o avião se deslocou mais ao sul, entrando no espaço aéreo das ilhas de Barbados, Granada e Trinidad e Tobago.

Boas-vindas

No Aeroporto internacional El Dorado da capital, Bogotá, o Pontífice foi recebido pelo Presidente do País, Juan Carlos Santos, e sua esposa.

O Núncio Apostólico na Colômbia, Dom Ettore Balestreto, assim como alguns Bispos da Conferência Episcopal local também estavam presentes no aeroporto. Não obstante a longa viagem, o Pontífice estava sorridente, saudou inúmeras crianças, autoridades civis e políticas e assistiu a uma breve apresentação de artistas com danças e músicas do folclore colombiano.

Depois da austera cerimónia de boas-vindas, o Papa se transferiu à Nunciatura Apostólica de papamóvel. Milhares de pessoas acompanharam o trajecto de 15 quilómetros.

À sua chegada, no exterior da representação diplomática da Santa Sé, Francisco encontrou um grupo de fiéis que o esperava e que executou canções e danças tradicionais. Entre eles, algumas crianças e meninos vindos de situações da rua, droga e desconforto. Oferecem ao Pontífice, além de uma "ruana colombiana", o típico poncho local, a sua alegria. Francis os exorta a "nunca perdê-la", juntamente com a esperança: que ninguém - acrescenta o Papa - "vos engana nem vos roube a esperança”.

Sentimentos, alegria e esperança, expressos também pelo presidente Santos numa declaração à imprensa no fim do dia, na qual destaca que este é o "momento para construir a paz”.

Evento histórico

Os media locais analisam a visita do Pontífice como um evento “histórico” depois de mais de 50 anos de guerra, para além da tradição religiosa, mas “fundamental pela influência política do Papa na consolidação da paz no País”. A Colômbia não recebia a visita de um Papa há 31 anos, desde que João Paulo II visitou o País em 1986.

Segundo estatísticas do Anuário Estatístico da Igreja, mais de 45 dos 48 milhões de colombianos se declaram católicos.

(from Vatican Radio)

   
Nenhum Comentário(s).
Preencha o formulário abaixo e seja o primeiro a comentar esta notícia
Comente está matéria

Confira também nesta seçao:
Setembro de 2017
22.09.17 15h25 » Papa alerta para intolerância e xenofobia na Europa
21.09.17 15h06 » Paróquia nos preparativos para Novena e Festa da Padroeira de 2017
20.09.17 16h10 » MISSAS E ATIVIDADES SEMANAIS NA PARÓQUIA E COMUNIDADES
20.09.17 09h49 » viva, ame, sonhe e acredite
20.09.17 09h41 » Na Vinha
20.09.17 09h15 » LITURGIA - 25º DOMINGO COMUM
20.09.17 00h18 » FREIS CAPUCHINHOS DE MATO GROSSO E RONDÔNIA REUNIDOS EM ASSEMBLÉIA ANUAL CUSTODIAL
19.09.17 15h01 » aproximar-se de quem sofre para restituir dignidade
19.09.17 14h58 » Papa institui "Ciências sobre o Matrimônio e a Família"
18.09.17 15h56 » A importância da conscientização sobre a doença