Quinta, 02 de janeiro de 2014, 16h32
intercessores
A IGREJA CELEBRA HOJE...


 Bíblia reservou a Javé o título de “Santo”, palavra que tinha então um significado muito próximo ao de “sagrado”. Diante de sua santidade (Gn 28, 10-19; 1Sm 6, 13-21; 2 Sm 6, 1-10) o homem não pode deixar de ter respeito e temor (Ex 3, 1-6; Gn 15,12). A santidade não é o fruto do esforço humano, que procura alcançar a Deus com suas forças, e até com heroísmo; ela é dom do amor de Deus e resposta do homem à iniciativa divina.

Por volta do ano 100 D.C., os cristãos já honravam outros cristãos que tinham morrido, pedindo a intercessão deles junto a Deus Pai em suas orações. Muitas  pensam que a veneração aos santos é  uma invenção recente da Igreja católica, mas esta prática vem de uma tradição existente há muito  tempo atrás na fé judia de honrar os profetas e as pessoas santas. Os primeiros santos eram os mártires, isto é, cristãos que tinham perdido suas vidas por terem sido perseguidos  por causa da Fé.

Conforme o Concílio de Trento, é lícito e útil invocar santos como intercessores, para ele suplicarem, pelos merecimentos de Nosso Senhor Jesus Cristo, o que nós por nossos deméritos não somos dignos de receber.

Buscar por dia

Julho
DOMSEGTERQUAQUISEXSAB

santo do dia


Fonte: Parˇquia Nossa Senhora Aparecida
Visite o website: http://paroquiansacoxipo.com.br